2015 – Resenha #quatorze – O Sangue do Cordeiro

Sangue_de_cordeiro_O_Capa_siteTítulo original: Blood of the Lamb
Autor: Sam Cabot
ISBN: 9788580413892
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 368
av 5

 

Sinopse
“Este documento, querida amiga, vai abalar a Igreja.”
Ao ler essas palavras em uma carta encontrada em um arquivo empoeirado, Thomas Kelly fica cético. O documento citado na correspondência está desaparecido, mas Thomas, padre da ordem dos jesuítas, duvida que exista algo com tal poder – até ser convocado ao Vaticano para iniciar uma busca desesperada por ele.
Enquanto isso, diante de um conselho formado por seus superiores, Livia Pietro recebe instruções claras: encontrar um padre jesuíta recém-chegado a Roma e juntar-se a ele na procura da Concordata, um tratado que contém um segredo tão chocante que poderá destruir para sempre todo o povo de Livia.
Enquanto pistas cifradas do passado lançam os dois em um universo traiçoeiro repleto de obras de arte, maquinações religiosas e conspirações, eles são caçados por pessoas capazes de tudo para achar o documento primeiro. Thomas e Livia, então, precisam correr para montar o quebra-cabeça capaz de redefinir os rumos da história e evitar o caos e a destruição que a revelação da Concordata poderá causar. Livia, porém, tem um segredo: ela e seu povo são vampiros.
Com uma narrativa que remete ao estilo de Dan Brown e ao terror sobrenatural de Anne Rice, O sangue do cordeiro é uma viagem inesquecível a um passado inimaginável.

Arqueiro_parceria

Toda essa busca começa quando Mario Damiani rouba um documento do Vaticano com informações reveladoras sobre a igreja. Deixando poemas enigmáticos de sua autoria como pistas para ser encontrado.

Quando o padre Thomas Kelly encontra um manuscrito de Daminani não catalogado na biblioteca do Vaticano, ele conhece Livia Pietro, e descobrem que esse manuscrito contém vários poemas sobre os monumentos de Trastevere, só que falta algumas páginas. Então os dois embarcam em uma aventura para descobrir onde a Concordata se encontra para que não caia em mãos erradas.

O sangue do cordeiro1

Bom, não é segredo para ninguém que sou apaixonada por mistérios, não é? Pois é, acertei em cheio quando solicitei essa obra para a editora! O autor cita várias igrejas, basílicas e catedrais, com seus maravilhosos objetos de arte e explica porque estão ali. É uma aula de história da arte maravilhosa hahaha Ele escreve de uma forma tão rica em detalhes que fiquei louca de vontade de viajar para a Europa e ver tudo de pertinho.

O sangue do cordeiro2

Nas primeiras páginas do livro ele nos apresenta dois mapas, o primeiro, de Roma, e o segundo, de Trastevere. No meu caso, eu fiquei tão empolgada com a leitura que nem me lembrei do mapa, fui seguindo a estória só pela descrição do narrador.

Narrado em terceira pessoa, é possível observar o ponto de vista de vários personagens, seus sentimentos, o que estavam pensando e o que estavam aprontando enquanto acontecia outra coisa rsrsrsrs A única coisa que tenho que confessar que não me agradou foi o início e a sinopse, acredito que ele poderia ter deixado para contar quem eram os noantri durante a narrativa, daria um mais um toque de mistério.

O final em si, é totalmente surpreendente. Conforme vai chegando ao fim, muitas coisas foram se revelando e eu fui ficando de boca aberta com as descobertas. Enfim, recomendo àqueles que não levem a religião a ferro e fogo, porque mexe com muitas coisas da bíblia e tal, então não aconselho. Maaaaas se você ficou curioso(a), aconselho a pegar o livro de mente aberta e saber que é uma ficção, podendo se divertir com uma estória muito bem desenvolvida!

Eu gostei muito, e espero que vocês gostem também. E é isso!

Um beijo, um queijo e boa caçada 😉

Assinatura-3

Anúncios

27 comentários sobre “2015 – Resenha #quatorze – O Sangue do Cordeiro

  1. Olá Thaysa! Eu gosto de mistérios. Sua resenha me deixou curiosa pelo livro. Gostei muito. Eu tenho uma religião, mas sou daquele tipo de pessoas que entende que para criticar é preciso ter conhecimento. Por isso mesmo eu leria o livro. Tenho certeza que algum conhecimento ele nos traz. mesmo que seja um conhecimento que nos leve a ir contra à ideia do livro. Amo esta liberdade que a leitura nos dá!

    Um abraço!
    http://www.pensamentosvalemouro.com.br

    Curtir

  2. Oi, Thaysa!
    Eu havia começado a ler o livro e até gostei, até me deparar com uma questão religiosa muito forte dentro do universo da obra. Desisti. Não tenho religião definida, não sei no que acredito e acho o assunto um pouco estressante pelas discussões que suscita, então prefiro deixar de lado. Mas a capa é linda!
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando

    Curtir

  3. Hey, tudo bem?

    Normalmente eu gosto muito de livros assim então fiquei ainda mais curiosa para ler O Sangue do Cordeiro. Durante sua resenha senti ainda uma vibe um tanto quanto Dan Brown e isso ao meu ver é positivo. Espero ler em breve.

    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    Curtir

  4. Olá!
    Eu preciso confessar que esse livro não me chama a atenção =[ Mas gostei bastante de saber que fala sobre as catedrais e as obras de arte, essa parte me gusta bastante hahaha
    Talvez eu leia apenas por curiosidade sobre essas coisas :3
    Fico feliz que tenha gostado da leitura, e mesmo que esse livro não faça minha cabeça, achei sua resenha ótima!
    Parabéns!
    Beijo grande!

    http://www.livrosdajess.com

    Curtir

  5. Pingback: 2015 – Coisas de Maio | Proseando com uma Bibliophile

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s