A Bibliotecária

A bibliotecaria Sinopse

A jovem Regina Finch acaba de chegar a Manhattan para trabalhar na Biblioteca Pública de Nova York. Mas o que parecia ser a promessa de uma rotina tranquila em meio a clássicos da literatura logo se revela um irresistível jogo de sedução quando ela conhece o envolvente Sebastian Barnes, investidor da instituição e um dos homens mais cobiçados da cidade, que fica obcecado pela beleza da bibliotecária. A até então ingênua Regina se entrega a um crescente e selvagem desejo que parece consumi-la mais a cada dia, uma paixão que despertará na jovem.

Impossível comentar esse livro sem comparar com Cinquenta Tons. Sim, é muito parecido! Entretanto, achei ele com um tom bem mais leve e divertido. O livro é bem envolvente e me prendeu muito no desenrolar da história. Claro, tem quase as mesmas características de 50 tons: o cara ricaço, a moça ingênua, o sadomasoquismo, o Quarto (só que esse não é vermelho kkk) e por ai vai. Só que Sebastian não tem nenhum trauma psicológico que o impede de se relacionar, ele simplesmente curte a parada. 

Muitas pessoas se sentem revoltadas por esses livros que tratam as mulheres de forma tão machista. Particularmente, eu acho engraçado. Nesse livro em especial, ele mostra que cada um faz a escolha que quer, o que acha que é melhor para si e foi esse ponto que me encantou. Ninguém a obriga a nada é a escolha que ela faz, e é isso que muitas pessoas precisam aprender a aceitar. Depois de tanto tempo seguindo os “padrões” ela percebe que na verdade não está aproveitando a vida, que ela não se arrisca em nada por medo e é ai que a escolha é feita e a vida dela muda completamente.

Em nenhum momento me senti ofendida, pelo contrário, achei muito bacana a forma como enfatizou que escolhas são individuais e cada um tem que suportar as consequências do que escolhe. Ninguém recebe um fardo que não consegue carregar. Enfim, me simpatizei muito com a Margaret, a arquivista que trabalha com a Regina e é isso ai. Recomendo para todos aqueles que gostam de romance erótico e boa leitura. Espero que gostem também.

Beijo, beijo.

– Tha.

Anúncios

Um comentário sobre “A Bibliotecária

  1. Oieee!
    Nossa, juro que achava que não tinha NADA a ver com Cinquenta Tons… Isso me desanimou um pouco (não é preconceito nem nada, mas sei lá). Acho essa capa um charme!
    Adorei a resenha. Admiro você por dizer o que pensa sobre esse tipo de enredo!

    Beijos,
    Mar.
    ocantinholiterario.blogspot.com

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s